Estratégias de adolescente

Sobram (todos sabem) aos adolescentes a energia e a determinação para irem atrás do que querem. Por isso é bom não dar moleza! Sim. Nós pais somos encarregados de dar limites.

Ouvir um não é fundamental para nossos filhos.

O não os prepara para a vida. Porque você sabe, as frustrações não serão poucas e é bom eles estarem treinados para lidarem com elas.

O não faz com que o sim se torne ainda mais delicioso. A espera e a expectativa prepara o coração do ser humano para desfrutar de forma mais intensa o que ele deseja.

O não por mais que eles odeiem admitir, envia a mensagem de que nós nos importamos com eles. Embora lute contra os limites, o adolescente anela por alguém que se importe o bastante para colocar limites.

Mas o adolescente não se dará por vencido. Se você não tiver inteligência e discernimento será levado por aquela explosão de hormônios ambulante chamada filho.

Para vencer nesse campo de batalha (rs) é preciso conhecer nossos adversários. Conheçam agora algumas de suas estratégias:

1. Batei, batei, batei e dar-se-vos-á. Estratégia bíblica, mas no caso nada divina, de encher os tubos dos pais até eles cansarem de dizer não e então dizerem sim. Aguente firme é só o princípio das dores. Quando essa não funciona vem a próxima.

2. Paladinos da justiça: aqui eles se tornam um pouco mais sérios e apelam para o senso de justiça que habita qualquer pai normal. Isso não é justo! dizem eles tentando mover com o nosso senso de culpa. Alguns pais se tornam reféns desse estratagema por estarem negligenciando tempo de qualidade ou por não conseguirem acompanhar os padrões insanos de consumo de nossos dias.

3. Mendigos de rua: aqui eles perdem a dignidade, se atiram no chão prometem beijar seus pés só pra conseguirem o que precisam e querem! As mães são mais suscetíveis a esse comportamento. A imagem do filho implorando pode ser insuportável, mas lembre-se é só uma atuação.

4. O velho e bom beicinho: aqui eles se fingem de magoados, aviltados humilhados pelos vilões que são os pais. Para vencer esse estágio de manipulação, o melhor que você pode fazer é ignorar. Não fique na volta implorando pra ele voltar a falar. Uma hora eles cansam. Não se entregue você está quase chegando ao fim.

5. Se fingir de morto: então eles surgem com essa: se fazem de doentes de uma enfermidade qualquer. Absolutamente cansados. Desolados, incapazes de qualquer coisa, desmotivados para vida, pois necessitam… Bem, você sabe o que eles pediram.

Qualquer semelhança com sua vida familiar não é mera coincidência.

Se você chegou até aqui, ainda mantendo o “não” inicial, parabéns. Seu filho tem uma grande probabilidade de ser uma pessoa bem sucedida nos relacionamentos e na vida.

Um abraço quebra costelas.

O discípulo gaudério.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s