Crédito Pessoal

Hoje pela manhã tive que levar o carro para consertar. Um problema na marcha lenta faz com que ele apague a toda hora. Procurando um profissional que pudesse me ajudar, fui conversar com um conhecido que também é cristão para que me recomendasse alguém de confiança para entregar meu carro.

A oficina que ele me recomendou, não se recomendava pela aparência suja e pelo grande número de carros sem terminar. Marquei pela manhã para levar o carro e o rapaz veio me trazer em casa. Dei a chave pra ele e enquanto ele pegava o carro com todos os documentos eu comecei a pensar nesse negócio de confiança.

Nada funciona bem nesse mundo sem a confiança. O crédulo acredita em tudo, e o cético não acredita em nada. Ambos vivem na ignorância. Nosso mundo estará em apuros se destruir a estrada sobre a qual constrói toda  civilização decente e estável: o crédito pessoal. Não estou falando financeiro, estou falando pessoal mesmo.

A semelhança da vida econômica, não é possível que qualquer comunidade ou dimensão humana se desenvolva sem crédito pessoal. Ninguém sozinho pode ter certeza de tudo, sobre tudo o tempo todo. Sempre seremos obrigados a confiar, mesmo que desconfiando.

Arthur da Távola disse que tolo não é quem confia, mas quem não valorizou a confiança. Sim, ele fala com razão, pois quem não confia não vai a lugar nenhum, não ama, não se entrega, não constrói, não edifica, não ri e não é feliz.  Prefiro ser enganado a desconfiar de todo mundo disse Roberto Marinho em um momento de grande percepção.

O passageiro que voa pelos céus desse mundo precisa confiar na empresa de companhia aérea, que tem que confiar em seus comandantes, que precisam confiar em seus copilotos que precisam confiar nos mecânicos, que precisam confiar nos fabricantes das peças de reposição. Nas palavras da Ultramen:

Um homem com palavra é um homem da verdade

É requisito básico pra personalidade

Não importa a idade, a cidade ou a nação

Respeito é herança da civilização

A confiança que agoniza, é a razão de tantos papéis, tantas assinaturas, tantos contratos, tantas fianças e tantas garantias sem fim. A confiança tem um custo elevado para quem já foi traído, foi enganado, ludibriado quando no seu coração só habitavam os bons pensamentos e expectativas. Mesmo assim não se sinta tolo por ter confiado. Você vai precisar continuar confiando se quiser viver uma vida que vale a pena. Será um caminho duro, mas o fracasso da colheita não quer dizer que as sementes não dão o seu fruto como sempre fizeram desde o começo de tudo. Mas também não faça ninguém de bobo, pois o bobo será você certamente. Você precisará que confiem em você, e se a sua semeadura for boa o fruto será dulcíssimo.

Não existe maior alegria do que poder viver relacionamentos de confiança. É o maior elogio que podemos dar e receber. Não permita que os cínicos que não acreditam em mais nada nem ninguém determinem seu caminho daqui para frente.

Jesus com a pureza da confiança intocada apesar da mácula da traição, recebe o traidor  com o coração desarmado e o chama de amigo. É com esse coração que quero morrer, porque morrer assim é viver.

Um abraço quebra costelas.

O discípulo gaudério.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s