O Truque do Sofá

“No momento em que o homem para e resigna-se, ele se torna sujeito às imposições do status quo. Ele está mais escravizado quando pensa estar confortavelmente estabelecido em liberdade.”

“A liberdade não significa nada a não ser que represente vitória sobre a necessidade.”

Jacques Ellul (1)

“A minha alma está armada e apontada para a cara do sossego.”

O Rappa

A igreja que se forma a partir das grandes perseguições que começam através de Nero (64 d.C.) acusando os cristãos de colocarem fogo em Roma, é uma igreja solidária, comprometida, para quem os valores modernos de crescimento numérico e visibilidade nada significariam. Sob sua influência silenciosa o infanticídio, a luta de gladiadores e sacrifícios humanos típicos da cultura greco-romana(2) seriam combatidos e finalmente derrotados. Os poderes das trevas perceberam que não poderiam parar um movimento daqueles na força, e aprenderam novos truques. Decidiram colocar o sofá dentro da casa dos cristãos. Eles (os cristãos) acharam inocente, nada agressivo até pensaram que uma trégua tinha sido assinada. Sentaram e a partir daí tornaram-se mais e mais inofensivos. Quando decidiram levantar estavam flácidos, gordos e sem energia. Esse é o retrato da igreja hoje: escrava do sofá, do comodismo.

Hoje é muito fácil nos condicionar e dominar. Basta que nos retirem alguma comodidade. Faremos qualquer coisa, até vender nossa alma para obtermos de volta nosso idolatrado conforto.

Sim, a acomodação faz surgir o pior de nós.

Moisés queria ficar no deserto sem se incomodar e levou um puxão de orelhas de Deus.

Israel quis voltar para o Egito e seus melões e pepinos e perdeu uma geração no deserto.

Eli não quis corrigir seus filhos e acabou vendo sua descendência comprometida.

Davi fugiu do campo de batalha e acabou envolvido em adultério.

Salomão foi fazendo acordos com os vizinhos para aumentar seu poder, e acabou escravo dos deuses estrangeiros.

Custos do comodismo

É fácil se tornar refém do comodismo, mas é difícil conviver com ele. Assim como a hipertensão arterial, ele é uma doença da alma silenciosa. Muita gente culpa uma série de questões periféricas para seus problemas quando na verdade o que causa seus problemas é o apego preferencial ao conforto.

Quem se acomoda no pensamento fica refém da manipulação. É fundamental investigar, checar informações. Não culpe os manipuladores, culpe sua preguiça de pensar.

Quem se acomoda no físico fica refém da apatia. Não culpe a falta de energia, culpe sua falta de atitude.

Quem se acomoda ao que já cresceu fica refém do primitivo interior que amaldiçoa, grita e aponta para um lado diferente todo dia. Não procure razões para sua falta de vontade de fazer o que deve fazer, culpe a sua espera pela vontade.

Quem se acomoda com conflitos não resolvidos, colhe relacionamentos quebrados e distância. A Palavra me aconselha a resolver tudo antes que o dia termine. Então não se faça de vítima do diabo, culpe sua procrastinação.

Quem se acomoda a ouvir todos os apelos de consumo sem reagir acaba vivendo a vida inteira com dívidas a pagar. Não culpe seu salário baixo, culpe sua irresponsabilidade.

Quem se acomoda em encostar-se aos outros para que tomem suas decisões espirituais, acaba tomando rumos distantes de Deus. Conheci um homem que pelo fato de não querer se incomodar com a esposa, se afastou da igreja. Hoje vive “em paz” longe do conflito  e na estrada sem sobressaltos que leva a morte.

Quem se acomoda com grandes bênçãos espirituais do passado, vê sua vida retroceder com cheiro de naftalina.

Quem se acomoda com filhos tiranos, terá que conviver com o desprezo deles no futuro.

Acabe com tudo isso.

Não acredite nas forças do destino, que só servem para manter você sentado sem fazer nada.

Não use o amor e a bondade como álibi para se manter inerte. Eles não rimam com passividade.

Largue suas muletas espirituais. Pare com a dependência crônica de pessoas fortes a sua volta para você se mover.

O fato triste de nossa vida é que esperamos a pressão para agir, e às vezes pode ser tarde demais.

Fazemos um novo acordo de casamento depois de anos com um casamento meia boca, só quando cônjuge diz que vai embora.

Pagamos nossas contas no último dia ou quando somos cobrados.

Estudamos quando recebemos um zero. Ou cuidamos da nossa saúde quando temos um AVC ou uma cegueira diabética.

Seja sábio! Não espere pelo medo para se mexer. O medo sempre traz medidas desesperadas. Não espere a ira para tomar uma atitude. A ira geralmente traz ações de curta duração e alta destruição. Nem medo, nem ira, mas consciência!

Os jebuseus eram um povo que habitava a região de Jerusalém desde a época da conquista. Ficaram porque não houve determinação em retirá-los dali. Eles eram “osso duro de roer”. Para removê-los seria necessária uma dupla determinação. Mas Davi não deixou por menos. Ele sabia que conquistar aquele lugar era estratégico. (3)

O músculo para fortalecer-se tem que romper suas fibras. Então em 48 horas eles se recuperam novamente, só que surgem mais fortes. É assim que eles se desenvolvem. Semelhantemente é o processo do nosso crescimento. Precisamos de pequenas rupturas e um pouco de dor a fim de crescer.

E cuidado com o sofá, não parece, mas ele já causou mais estragos que bandos de leões famintos.

Um abraço quebra costelas.

O discípulo gaudério.

(1)    The Technological Society

 

(2)    Impacto Demoledor – Cómo el cristianismo ha transformado la civilización – Alvin J. Schmidt

 

(3)    II Samuel 5:5

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s