Entendendo o Princípio das Primícias

“Depois de entrar na terra que o Eterno, o seu Deus, está dando a vocês como herança e se estabelecer nela, separem parte dos primeiros frutos de tudo que vocês plantaram, ponham esses produtos numa cesta e levem-nos ao lugar determinado pelo Eterno para adoração.” (1)

Primícias: primeiro, mais importante, recompensa. O primeiro em lugar, tempo, ordem, início, principal.

As primícias são fruto da gratidão. É o entendimento de que recebi muito e portanto posso dar na mesma proporção.

No Antigo Testamento (2) o trabalhador costumava oferecer o primeiro fruto do que colhia a Deus. Isso significava que ele estava grato pelas bênçãos recebidas e que reconhecia Deus como a fonte de todo dom. Esse princípio não se restringe a finanças, mas a toda nossa vida. No Novo Testamento Jesus nos fala que o Reino deve vir em primeiro lugar (3) e adverte Marta que Maria escolheu a “melhor parte”.

Precisamos dar as primícias do nosso tempo de vida. Existem pessoas que durante toda a sua vida deram o que sobrava pra Deus e no momento derradeiro fazem barganhas com Deus: se tu me deres mais um tempo eu vou mudar e vou me dedicar. Às vezes Deus ouve, mas outras vezes Ele confirma que o tempo se acabou. A salvação não será perdida, mas a utilidade em vida foi perdida. Tem gente que fica a vida inteira pensando: um dia vou viver para a glória de Deus. O tempo passa e quando estão no bagaço, decidem fazer algo que não tem mais condições de fazer.           

Precisamos dar as primícias do nosso dia a Deus. E quais serão nossas primícias do dia? A primeira hora. A primeira hora do dia determina como nós vamos viver o restante do dia. Quando acordamos todos nossos impulsos carnais pulam no nosso pescoço. Preguiça, mau humor, preocupação, ansiedade, medo ou nervosismo. Nessa hora temos que mergulhar na vida, buscando o sorriso de Deus em oração. Colocando os primeiros momentos do nosso dia em Deus viveremos com mais propósito. Isso não é legalismo, é fundamento de vida. Tenho visto muita gente relativizando esse tempo com Deus afirmando: eu dou todo o meu dia a Deus! Isso parece profundo, mas no fundo quer dizer que não terei um tempo exclusivo com Deus. Pense comigo. Se você nunca der uma atenção especial a sua esposa e seu filho e disser para eles que todo o seu dia pensa neles, você acha que eles vão engolir essa? É uma desculpa espiritual para mascarar um coração materialista. O tempo que gastamos com tudo na vida mostra onde está nosso coração.

Precisamos dedicar as primícias dos nossos dons a Deus. Qual seria a atividade mais efetiva de nosso ministério? Que teria um impacto poderoso? Que excederia a todas as outras?  O melhor que podemos oferecer a Deus é treinarmos pessoas através do discipulado. Nada melhor que isso. Seja qual for o dom que você apresenta a Deus, a pergunta que fica é: você está treinando pessoas para fazer o seu trabalho?  Baseado em II Timóteo 2:1,2 eu costumo dizer que um cristão bem sucedido é aquele que tem depois de si, quatro gerações de discípulos. Ele treinou alguém, que por sua vez treinou alguém e que chegou já a quarta geração. Você fez isso?

Precisamos dar as primícias de nossa renda a Deus. Muitas pessoas são generosas quando as situações estão favoráveis, quando sobra, ou quando “sentem” no coração. Mas o coração que é de Deus aprende a dar o melhor sempre que é abençoado. Sua primeira atitude é separar da sua renda aquilo que vai ser dedicado ao trabalho específico de extensão do Reino de Deus. Você acredita que o lugar em que você serve a Deus está fazendo um trabalho digno? Se sim, você deveria estar contribuindo para que cresça, se não você deveria sair logo daí! Quando se trata da questão financeira um provérbio milenar me ajuda na reflexão: “o abuso não cancela o uso”.

Dedique as primícias do ano para fazer valer uma nova escala de valores em cada dimensão da sua vida que reflita uma vida comprometida com o Reino.

Um abraço quebra costelas.

O discípulo gaudério.

(1)    Deuteronômio 26:1,2

(2)    Deuteronômio 15:19-23; Levítico 23:9-15; Provérbios 3:9,10

(3)    Mateus 6:33

(4)    Lucas 10:38-42

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s