Os altos custos do isolamento para a espiritualidade

Gostaria de dizer que essa onda de gente sem igreja que anda por aí falando mal  dos evangélicos no atacado e no varejo são em sua maioria profetas que se libertaram da religião e que entenderam a revolução do evangelho e que vão fazer um grande impacto na vida de muita gente. Gostaria, mas não é o que percebo. Xingar a religião está se tornando um hábito não entendido pela maioria. Algo como falar mal dos políticos corruptos, mas fazer “gato” na TV a cabo e energia elétrica.  As pessoas acreditam que a religião está nas formas e não no coração. Então se mudam as formas, mas o coração não muda. Saíram da religião, mas a religião não saiu deles. Não se reúnem mais em templos, porque Deus não habita em templos. Como se Deus habitasse em casas! Na verdade o que Jesus nos diz é que Deus age em nós quando nos reunimos (independentemente do lugar) debaixo da autoridade da sua palavra para nos ajudarmos mutuamente a vivermos uma vida de discípulos de Jesus.

Ora, o que eu vejo disfarçado de revolução é o surrado individualismo ocidental. Cada um por si e Deus por todos. Ninguém se meta na minha vida, porque da minha vida cuido eu! Mas para a amargura de muitos devo escrever que não é esse o plano de Jesus. A vida do evangelho é vivida em comunidades. Comunidades imperfeitas, que se amam, e se perdoam, mas ainda assim comunidades. A carta de coríntios é escrita a uma comunidade, a de romanos, aos gálatas, dos tessalonicenses, aos efésios só para citar algumas. Não há registro de qualquer projeto de vida cristã no NT que possa ser vivido no isolamento confortável do individualismo ocidental.

Quem anda sozinho, anda em perigo. Sansão é um personagem que se assemelha a muitos desse tempo: tinha um chamado de Deus, queria trazer libertação para o seu povo e tinha um dom muito especial. No entanto escolheu andar sozinho. Desconexo do seu povo como um campeão da justiça. Ele andava em perigo e não sabia. Mas se sentia como um Messias que vinha para resolver o problema das pessoas. Só que a solidão de Sansão o tornou vulnerável ao engano, orgulho e um prato ideal para seus inimigos. Muitos são os males da espiritualidade solitária para nós também:

1. Nos convencemos de que ninguém enfrenta os mesmos problemas que nós. Ficamos com a sensação de que somos uma anomalia humana e então nos fechamos cada vez mais nos mais variados disfarces.

2. Começamos a culpar os outros projetando nosso isolamento na conta deles. Não estou sozinho pensamos, o fato é que ninguém me quer. Achamos que o problema que tivemos com uma pessoa na verdade é um problema com todo mundo.

3.  Acreditamos que ninguém pode nos entender a não ser aqueles que compartilham de nossa particular elucidação.

4. Acabamos reféns do orgulho entendendo que não há ninguém tão bom, sensível, perceptivo e visionário quanto nós! Em suma, ninguém presta, só nós mesmos. Intelectuais e gente de grana são os mais propensos a beberem dessa água.

Essa atitude mental tem um custo elevado para alma. Tem consequências silenciosas, mas profundas em nossa espiritualidade:

Pequenos deslizes se enraízam e se tornam vícios. Pecados de estimação. O que hoje é insignificante com o acumular dos dias se torna em uma perniciosa árvore do mal.

Tornamo-nos arrogantes sem que ninguém venha nos confrontar. E é só ver como reagimos se alguém questiona o que dizemos para ver o tamanho de nossa soberba.

Começamos a nos afastar dos amigos verdadeiros e nos ajuntamos apenas com cúmplices.

Nossas feridas se aprofundam sem que possamos ter um bálsamo. A ira que transborda em palavras e atitudes só faz provar que algo sangrando dentro de nós.

Ora andar sozinho é uma escolha do coração. Você pode estar em uma célula, sempre em família, participar de vários eventos cristãos e mesmo assim optar por esconder seus dramas, lutas pessoais e alegrias verdadeiras. Só você diante de Deus pode saber qual o projeto que tem andado. Nossa obediência e desobediência são conhecidas realmente no trono de Deus. Não se defenda, apenas pense nisso.

Um abraço quebra costelas.

O discípulo gaudério.

Anúncios

Um pensamento sobre “Os altos custos do isolamento para a espiritualidade

  1. Sou suspeita pra falar algo, porque temos conversado isso pessoalmente tomando o nosso chimarrão nas manhãs! Mas simplesmente muito bom!! Precisamos abrir os nossos olhos urgentemente:nem 8 nem 80,apenas… o equilíbrio!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s