Corações despedaçados em um mundo de egos inflados

“Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a sua vida, por minha causa a encontrará.”

Mateus 16:25 

“mas esvaziou-se a si mesmo vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens.”

Filipenses 2:7 

Deus é abdicação. Sendo onipotente, onipresente e o onisciente, na criação Deus precisou esvaziar-se a fim de que uma vontade diferente da dele, uma escolha que não fosse a dele pudesse existir. Ele precisou recuar para que o livre-arbítrio fosse possível no ser humano. Assim como um quadro que para ser vermelho tem que abrir mão do azul.

Ao mesmo tempo foi plano de Deus que o homem vivesse uma vida de primeira qualidade escolhendo caminhos de vida. “Eis que ponho diante de ti dois caminhos, o da vida e o da morte”, mas o homem seguindo o caminho contrário ao de Deus inflou seu ego, desejando cada vez mais ocupar espaços que não lhe pertenciam, e daí vieram invasões de território, acordos feitos, acordos rompidos, famílias desejadas, famílias desfeitas, tudo porque o ego que aumenta indefinidamente não deixa lugar para que algo exista ao seu redor.

Qualquer coisa serve para o  deslumbramento do ego descontrolado da raça humana, o que quer dizer que eu e você somos criaturas frágeis e que acreditam na tolice de que fazer valer sua personalidade é o que há.

Inflamo-nos por:

Trabalho bem feito

Curtições no Facebook

Citações de nossas palavras

Títulos de doutor, bacharel, e ou até mesmo chefe da limpeza geral.

Diplomas de qualquer ordem.

Vitórias no campeonato citadino e na pelada do final de semana.

Respostas na ponta da língua.

Uma jaqueta bem combinada, um salto alto no caso das mulheres.

Um bônus financeiro.

Experiência.

Alguns poucos aplausos arrancados de uma comunidade de formiguinhas em algum canto desse universo.

Até em nossa ignorância nos refestelamos.

Frágil não? Mesmo assim repetido com regularidade maquinal na história humana.

Fico impressionado lendo as notícias de que a mesma Europa que foi palco da repulsiva história do nazismo com suas horrendas consequências para uma comunidade de seis milhões de judeus pode repetir pouco mais de 50 anos depois o mesmo estúpido e perverso racismo com um jogador da seleção italiana chamado Balotelli. Sinistro não?

Tudo que nosso ego doente busca é sua afirmação a custa da dor alheia, e parece que enquanto não sentimos em nossa pele a ferida perpetrada por um orgulho mais forte e poderoso que o nosso, não somos capazes de perceber nossa expansão descontrolada.

O paradoxo do ego é que a medida que ele realiza tudo o que quer, mais ele cresce insatisfeito! Estamos arruinados. Somos nossa própria traição.

A vida de discipulado é um chamado para o abandono da tirania do ego. Jesus se esvaziou para se tornar servo e nos ensinar que é no apocalipse de nossa presunção que encontraremos o gênesis da vida. Muita gente que lê o texto de morrer para viver dos evangelhos, entende que Cristo se refere ao martírio que alguns cristãos ao longo da história sofreram, mas a questão é mais profunda, toca no nosso projeto existencial de satisfação total do eu, e mostra que a entrega da vontade ao propósito de Deus é o caminho da libertação.

Olhe dentro de você e a sua volta. O que é que acaba conosco? Certamente não é a feiura, burrice ou falta de dinheiro, o tropeço vem de nossa vaidade.

Quem quiser viver terá de morrer. Então…

MORRA!

Um abraço quebra costelas.

2 pensamentos sobre “Corações despedaçados em um mundo de egos inflados

  1. Muita coisa em nós tem que morrer e o EGO certamente é um dos mais terríveis que infla podendo até explodir a nossa vida,obrigado Pr.por trazer esta palavra que para mim é muito dura,real e edificante.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s