Soro antiofídico contra a fofoca!

 

“O fofoqueiro vive na Síria e mata em Roma.”

Talmude Palestino

 “Não espalhem calúnias entre o seu povo. Não se levantem contra a vida do seu próximo. Eu sou o Senhor.”

Levítico 19:16

“Não fale bem do seu amigo se depois de ter começado com seu lado bom, a conversa acabe se voltando para falar do seu lado mau.”

Talmude Babilônico

A palavra fofoca soa simpática e inocente, mas é de longe uma prática de alto poder destruidor em qualquer ambiente. No Antigo Testamento o maledicente é chamado de rakhil que significa mercador de quinquilharias. Pessoas amarguradas, desavisadas ou vazias costumam falar dos outros. O grande poder destrutivo da fofoca é que aquilo que parecia uma conversa inofensiva pode ganhar contornos gigantescos de uma hora para outra se não formos sábios. Vamos ver algumas atitudes que podem nos ajudar:

  1. Saiba que nem todo fofoqueiro é mal intencionado. Falastrões ingênuos são mais inclinados a bater com a língua nos dentes. É preciso dizer-lhes a verdade com amor. Confrontá-los com a realidade que estão colocando sua vida e a dos outros em perigo.
  2. Guarde sigilo quando as pessoas pedem sigilo. O grande problema da confidencialidade é aquele princípio que a maioria usa em relação a segredos alheios: “eu vou falar só pra ti que é meu amigo” que se praticado por todos acabará revelando segredos em praça pública. Afinal de contas todos nós temos dois ou três melhores amigos.
  3. Seja totalmente transparente em tudo o que for de interesse público.
  4. Jamais fale assuntos importantes na presença de crianças. Só Deus sabe o que a imaginação e a língua solta de uma criança podem gerar.
  5. Quando você vir um conflito entre duas pessoas estimule que a pessoa fale face a face com o envolvido antes de trazer a questão a você.
  6. Quando alguém anunciar que estão falando de você não faça questão de saber a não ser que a pessoa queira esclarecimentos.
  7. Não faça comentários sobre informações que você não tem absoluta certeza de que são verdadeiras. Sempre cheque informações que você julga serem relevantes.
  8. Saiba que as grandes confusões têm muito a ver com a volatilidade das palavras. O tom de uma frase, uma palavra e o contexto mudam o sentido de toda uma questão.
  9. Se você tiver um problema com alguém e não quiser tratar diretamente com a pessoa, perdoe, fique quieto e não fale mais nada sobre o assunto, se não quiser ter problemas maiores.
  10. Mesmo que a pessoa que você conversa seja de confiança, não seja nunca, jamais, de maneira alguma, rápido em acreditar no que você ouve. Nunca a dúvida é tão útil como quando alguém vem trazer algum comentário sobre você ou alguma situação na sua comunidade. Não tome decisões nem atitudes baseadas no que você ouviu.
  11. Quando você tratou um assunto e resolveu, recuse-se a ouvir comentários que desenterram o problema novamente. Isso só fará surgirem novas desconfianças e elementos novos que você acabará desejando investigar e esclarecer em uma cascata justiceira sem fim.
  12. Não faça comentários de qualquer tipo com pessoas que falam demais. Elas usam suas palavras para dizerem aos outros aquilo que elas mesmas não tem coragem de dizer. Saiba que já o fato de ouvir está dando a estas pessoas a ideia de que você apoia o que elas estão dizendo. Como me ensinou minha mãe desde pequeno: “quem traz, também leva”.
  13. Quando o silêncio não for possível, exija linguagem clara. “Estão falando por aí” é um bom exemplo do que não pode ser aceito. Pergunte quem falou, quando falou e como falou. E faça quem falou assumir suas palavras.
  14. Seja lento para se ofender. Não leve muito a sério o que as pessoas falam quando sob forte emoção. Todos nós já dissemos bobagens que não refletem nossos sentimentos mais profundos.
  15. Zele para que seu encontros sociais não se tornem  um momento de fritura de tudo e de todos. É muito fácil deixar a conversa deteriorar e abrir espaço para o diabo. ”Põe um anjo na porta da minha boca” deve ser nossa oração.
  16. Perdoe de verdade. A busca da justiça deve ser superada pela misericórdia. Olho por olho e todo mundo ficará cego já falou Mahatma Ghandi.

E depois de ter feito tudo, ore, para que a verdade e a misericórdia continuem a caminhar juntas em sua comunidade.

Um abraço quebra costelas.

O discípulo gaudério.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s