Adeus a um cara complicado

“Jesus dizia a todos: Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome diariamente sua cruz e siga-me.”

Lucas 9:23

Quando me deparo com a ordem e o pré-requisito de Jesus, que preciso negar a mim mesmo para poder segui-lo, a sensação que tenho é de morte. Isso toca a parte essencial do meu ser. Quem não se sentiria assim?

Mas quando me ponho a pensar em quem é esse tal de “si mesmo” já começo a cogitar uma mudança de pensamento.

Esse tal do “si mesmo” é realmente um cara complicado!

Ele se isola das pessoas procurando só o que é bom para ele.

Ele não liga para o sentimento dos outros.

Ele quer sempre o primeiro lugar nas atenções e nos privilégios.

Ele procura sempre ser servido e se esconde quando precisa servir.

Ele nunca está satisfeito com nada. Nada mesmo. Nem com pouco nem com muito.

Ele é cego para os próprios problemas.

Ele não leva desaforos para casa. Trama o mal com sutilezas. É vingativo.

Ama as coisas e usa as pessoas.

Sempre quer algo diferente, e ao mesmo tempo não quer.

Faz o mal, e depois tira o time de campo. Dá o tapa e esconde a mão.

Tem medo que lhe tirem o lugar, e qualquer crítica já se constitui em ameaça.

Ele teima em não reconhecer quando está errado, mesmo diante das mais claras evidências.

Ele desliga quando os outros estão falando, mas quer toda atenção quando fala.

Diante desse perfil, só posso dizer: Ok Jesus, definitivamente esse realmente não é um bom cara para seguir. Estou contigo agora e sempre.

O discípulo gaudério.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s