Tempo de reciclagem

Tudo nesse mundo cansa, perde o sentido à medida que cai na rotina. O alarme desenhado para ser irritante e chamar a atenção, tocado sem parar na frente de minha casa acaba virando trilha sonora. É verdade no casamento, nas artes e na vida espiritual. Se um casal vive as mesmas coisas dia após dia, enfrentará a fadiga da rotina. Se escutarmos a mesma canção nosso cérebro ficará enfastiado. Uma vida espiritual que não procura momentos de renovação tenderá a envelhecer-se e perder o sentido. Para dizer a verdade, lá dentro de nós a gente acaba se dando conta quando nossa vida precisa de renovação. Quero compartilhar, o que tenho aprendido nestes últimos tempos:

1. Pergunte-se: porque estou fazendo o que faço. É comum fazermos as coisas certas pelas razões erradas. Um pregador pode se ver sutilmente desviado de sua rota de falar a verdade do evangelho para tentar obter aplausos e agradar a homens. Um membro da igreja pode no percurso de sua jornada espiritual, ir à igreja apenas para cumprir uma obrigação religiosa, a leitura da Bíblia pode ficar viciada na busca de um consolo água com açúcar e a oração pode deteriorar em uma repetição de fórmulas, nossa própria conversa fica viciada em clichês que escondem nossa verdadeira situação, não comunica só troca sons sem sentido. A solução não é só mudar o que se faz, mas recuperar o sentido do que  se faz. (1)

2. Pare de esperar a bênção de Deus de um modo limitado. Deus é muito criativo como podemos ver em uma leitura rápida da Bíblia. Usa uma mula para falar com Balaão, sustenta Elias através dos corvos que segundo a lei judaica é um animal imundo (necrófago) e de uma viúva pobre que deveria estar sendo ajudada, o que para os conceitos humanos e religiosos era definitivamente humilhante. Qualquer um de nós no lugar de Elias, diria para Deus: Senhor quero carteira assinada, um rancho garantido e um bom carro para fazer tua obra, mas Deus simplesmente sustentou Elias do seu jeito. Lembre-se, seu planejamento de vida não pode se transformar em um plane-jumento. (2)

3. Deixe de viver a partir de feridas não curadas. Que péssima base para viver é a amargura. Distorce nossa visão das pessoas, rejeita a graça de Deus, e nos aprisiona ao passado. Porque muitos idosos são ranzinzas? Não é porque tenham vivido muito tempo, é porque em lugar de celebrarem a vida, acumulam ressentimentos.  Algumas vezes o ressentimento não é nem contra pessoas, mas contra o fato de envelhecerem, perderem a vitalidade. Há outro, cujo projeto é provar para alguém que eles tem valor. A partir desse ponto de vista, não há como a vida ser renovada. Perdemos a percepção da oportunidade que passa diante de nós. Os fariseus representavam a manutenção de um velho sistema, e suas feridas causadas pelo fato de serem escravos de Roma, permaneciam controlando suas percepções do novo que representava Jesus. Eles fizeram a leitura de que Jesus iria roubar-lhes a dignidade há muito tempo arranhada pela dominação romana. E tem muita gente que não consegue seguir o vento de Deus, por viver o projeto reducionista da amargura. (3)

4. Não se compare. Hoje tudo que é valorizado e desejado tem escala industrial. Mas o que Deus faz, não faz em escala industrial. Deus não quer uma porção de soldadinhos de chumbo, iguaizinhos no vestir , no falar e nos projetos. O que Ele faz conosco, é uma história particular, própria. O chamado de uma comunidade, seu jeito de ser, tem que ser descoberto em oração e com sensibilidade, pois os mimetismos espirituais trancafiam nossa mente. Pedro, queria saber o que Jesus faria com João, e foi repreendido. O que Ele faria com João não era assunto dele. (4)

5. Pague o preço. A caminho da terra prometida, o povo de Deus, só lembrava os pepinos e melões do Egito. Alguns de nós estamos querendo manter tudo em nossas mãos, só que quando renovamos, precisamos abandonar o que ficou, mesmo que tenha sido significativo e importante em  certo momento de nossas vidas. (5)

Um abraço quebra costelas.

O discípulo gaudério.

(1) Mateus 6:7

(2) II Reis 17

(3) João 8

(4) João 21

(5) Números 11:5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s