As leis da burocracia e a espiritualidade

1. Você nunca vai no lugar certo da primeira vez que precisa de um serviço público.

2. Quando você finalmente descobre o lugar certo o horário foi mudado por alguma razão.

3. Quando você for no horário certo, o funcionário que pode resolver seu problema faltou ou está tomando cafezinho.

4. Quando o funcionário estiver disponível, será lento ou não estará de bom humor.

5. Quando você for atendido nunca terá todos os papéis requeridos.

6. Quando tiver todos os papéis requeridos o atendente será outro e lhe dirá que não  foi informado a você que ainda precisava de um outro papel.

7. Quando você conseguir o bendito papel você será informado que precisa de uma cópia do papel.

8. Quando você conseguir a cópia do papel referido, será informado que é necessário uma cópia autenticada.

9. Quando conseguir uma cópia autenticada, descobrirá que o custo de todo aquele processo que você paga com altos impostos para existir é exorbitante.

10. Quando finalmente pagar, será informado que precisará esperar pelos seus documentos mais do que seus prazos podem esperar.

Tudo isso porque o Estado não pode, nem nunca vai amar, pois no amor, não há burocracia.

Por essa razão tudo em Jesus é simples. Não há complicações desnecessárias. Ele não enrola, ele vai direto aos fatos, é realista. Destrói sonhos de vaidade e utopia humanas e mostra caminhos de utopia divina que desafiam a vida como ela é.

Os discípulos são chamados a simplicidade também.

São informados que a oração não precisa de palavras calculadas, não precisa de um lugar específico e pode ser feitas sem genuflexões compulsórias. Tudo porque Deus está acessível e sabe o que nós precisamos antes de orarmos. Então segundo Jesus o segredo da oração é que não existe segredo nenhum. (1)

A palavra do discípulo deve ter o mesmo caráter de Deus: objetividade. Se disse sim, quer dizer sim, se disse não quer dizer não. Nada de subterfúgios, enrolação, ambiguidades propositais para desviar os interlocutores. O que dele discípulo quer se saber deve ser dito sem armadilhas semânticas que os advogados tanto apreciam. (2)

A atitude do discípulo também não deve presumir honrarias de qualquer tipo. Deve sempre esperar nada, e tudo que receber é lucro de quem nunca exigiu qualquer coisa. Se a cama for boa glória a Deus, se não vamos em frente. Assim é que Jesus sem beijo, sem pés limpos e sem ser ungido seguiu seu ministério na casa do fariseu e ali mostrou lição de humildade. (3)

A alegria também segundo Ele, não vem de conquistar algo distante em um futuro incerto, mas de conseguir abrir os olhos para o que já está consumado, as maravilhas ao nosso redor e pelo que se é nEle.

Quem é discípulo que aprenda logo.

Um abraço quebra costelas.

O discípulo gaudério.

(1) Mateus 6:5

(2) Mateus 5:37

(3) Lucas 14: 8

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s