Você crucificaria Jesus?

Se você se arrepia de ver a intimidade e afeto que Ele tem com aquela prostituta, sem se importar com o que  aquilo parece. Se tudo isso o deixa profundamente incômodo, pois afinal é preciso cuidar com a aparência do mal, e claro até seu futuro religioso pode estar em jogo ao fazer parte dessas loucuras, talvez seja o momento de abrir fora.

Se você se irrita quando alguém que não merece é bem tratado, acolhido ou pago, então você já começou o trabalho.

Se você se incomoda porque ouve que o dinheiro, (ah o dinheiro que resolve tanto os nossos problemas) é uma grande armadilha no caminho espiritual, posso sentir daqui o seu desconforto.

Se você gosta de ocupar os holofotes, de ser cumprimentado por todos, de ser lembrado sobre suas boas obras, de ser honrado, talvez esse homem que se diz Deus seja uma sombra para você na sua instituição. Então porque tolerá-lo e deixa-lo crescer a um ponto sem retorno?

Se o seu negócio é o tráfico de poder, intimidar quem pensa diferente, ameaçar, pisar cachorro morto e colocar todo mundo no seu lugar, então essa pregação inofensiva que não grita no meio das ruas, nem esmaga a tocha que fumega, talvez atraia o seu gosto por sangue.

Se você sente seus sonhos pessoais ameaçados por seu chamado a uma vida de serviço ao próximo, então talvez você considere que algo precisa ser feito logo.

Se você vê toda a sua religiosidade rasa e descomprometida desmascarada por suas palavras, então pode ser que ele seja mesmo um inimigo real.

Se Ele tem derrubado seu ganha pão no templo, tentado se intrometer em uma  vida perfeita como a sua, que funciona muito bem obrigado, talvez eu veja você tramando.

Se Ele conta histórias em que o vizinho espírita é o grande herói e o pastor protestante uma figura indiferente, a chapa está esquentando.

Se Ele não costuma aparecer em suas festas tão asseadas com gente estudada e interessante, que diagnosticam com precisão os problemas do mundo sem jamais olhar o próprio coração ou mover uma palha, mas dá preferência para gente mais simples, que mal sabe fazer a diferença entre o pretérito perfeito e o futuro do presente, então não há porque tolerar esse galileu presunçoso e de mau gosto.

Se você tentou comprar sua atenção com promessas mal intencionadas, com louvores calculados e falsas devoções e não o viu  mover um músculo de impressionado, ah meu amigo sei o quão frustrante isso pode ser. Sempre foi, sempre será. Esse nazareno não se deixa domar pelas manhas de ninguém. Vamos crucifica-lo e assim teremos justificativa dizendo: era apenas um louco pregando um grande devaneio que Ele chamava de boas notícias.

Um abraço quebra costelas.

O discípulo gaudério.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s