Aos inconformados, desigrejados e franco atiradores

Antes de começar a ler, cheque o texto em Mateus 13:24-30;36-43.

A Palavra tem uma atualidade impressionante.

A conversa fiada entre os crentes sempre surge pela desatualização em relação à leitura dos evangelhos.

A parábola do joio tem muito a nos ensinar sobre essa relação de amor e ódio com a igreja.

Vamos ao que podemos aprender:

  1. Jesus já havia avisado que tem gente que não é de Deus dentro da igreja visível. Esse é o óbvio ululante, mas parece que tem gente que pensa que um templo é um lugar desinfetado de pecado e de gente mal intencionada. Quem pensa assim está na verdade querendo fugir de suas responsabilidades de discernimento e de seguir sua consciência diante de Deus. Ou talvez esteja doente de idealismo.
  2. Você não está capacitado para dizer quem é joio e quem é trigo. Eu mesmo com muita experiência pastoral já errei em muitas avaliações. As vezes quem você pensa que é, não é e quem você pensava que não é, te surpreende. Então a nossa função é acreditar até o fim, o resto é com Deus.
  3. Quem se preocupa em definir o que é joio e o que é trigo perde o foco correto. Não sou despachante do céu. Não tenho as chaves do inferno e da morte, portanto não faço juízos do tipo: fulano foi para o céu, aquele outro foi para o inferno. Sei que Cristo é o caminho a verdade e a vida. E isso me basta. Quem entra nessa gosta de usar a palavra como instrumento de superioridade espiritual o que é um erro gigantesco. É bom que a gente cuide mais da própria vida, o que já dá um trabalho considerável.
  4. A semente má, jamais impedirá a boa semente de crescer. No máximo vai atrapalhar. Sei de gente bem próxima de mim que foi criada em um ambiente eclesiástico de grande promiscuidade somada ao uso irreverente do nome de Deus. Só que a pessoa em questão é gente de Deus. Se você não cresce é porque escolheu não crescer. Simples assim.
  5. Se você enxerga só o joio, seus olhos estão doentes. Tem gente de Deus que anda tão ressentida, que prega como se não houvesse sempre na Bíblia um remanescente fiel. Como se Cristo não continuasse fazendo sua obra em corações sensíveis. A palavra não está algemada, controlada pela maldade de líderes inescrupulosos. Ela está livre. Essa é uma grande notícia. Quem diz: “Nessa igreja só tem gente falsa!” Está com problemas nos seus olhos. E também precisa tirar uma trave deles como bem disse Jesus.

Amigo viva nesse tempo com a sabedoria que vem das Escrituras e não com a amargura que anda tomando conta de nosso arraial.

Um abraço quebra costelas.

O discípulo gaudério.

Um pensamento sobre “Aos inconformados, desigrejados e franco atiradores

  1. (O óbvio ululante, não se torna desnecessário? já que as duas expressões tem o mesmo significado, mas não estou aqui para fazer correção gramatical).
    Então pergunto: E o “joio queimado” não trará consequências para a natureza, já que ele irá poluir a “sociedade dos ímpios?” e todos lá não sentenciarão: “pois é ele esteve o tempo todo no meio do trigo, não é ululante que nada se transforma por lá?”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s