Quatro modelos falidos de macheza – Tipo 3

“Eu não minto para as mulheres, protejo-as da verdade.”

Charlie Harper

O tipo 3 de homem encontrado por aí, eu chamarei de Charlie Harper, o personagem principal do seriado “Dois homens e meio”. Ele é um canalha sem nenhum pudor, cujo grande motor da vida é o prazer imediato na forma de álcool, mulheres e festas.

Homens desse tipo não conseguem envolvimento afetivo, mas tem grande capacidade de identificar a carência feminina e é nisso que eles apostam para fugir do relacionamento assim que ele demonstre alguma exigência de compromisso. Geralmente este tipo de homem tem facilidade para se comunicar. Fala bem, sabe o que as mulheres querem ouvir e não deixa de usar isso em seu favor.

A fonte dessa obsessão sexual é o relacionamento mal resolvido com a mãe. Aliás, costumo dizer às mulheres que se afastem de homens que odeiam a mãe ou que não suportam a mãe. Na minha experiência 100% destes homens vingam-se delas na vida das outras mulheres. Chega a ser um prazer sádico que muitos deles desfrutam inconscientemente.

Quanto mais apaixonada a mulher se mostrar, tanto mais cruéis eles serão. Porque na mente desses homens eles não valem nada e se alguém gosta realmente deles, não deve ser gente boa. Se estes homens não perdoarem  suas mães, jamais poderão seguir em frente em um bom relacionamento afetivo.

Depois de uma palestra em um Congresso, uma jovem veio me procurar para falar de seus problemas no trabalho. Ela  me contou horrorizada que um de seus colegas costumava dizer:

“Só existem dois tipos de mulheres na vida, as prostitutas, e as que voam!”

Essa é a alma de um Charlie Harper. Você pode imaginar a maneira que ele tratará o sexo feminino: como um objeto de prazer. O pior de tudo é quando esse homem casa.

Além dessa problemática, o prazer para eles tem um valor supremo. Está acima das pessoas. Eles são aquele tipo que perde o amigo, mas não perde a piada. Se possuírem tendência a dependência de drogas tanto pior, pois não negarão a si nenhum prazer mesmo que ao custo do sofrimento familiar.

Homens desse tipo, quando convertidos ao Senhor, em momentos de dor se sentirão tentados a voltar aos antigos refúgios decadentes e precisarão de toda boa companhia e transparência que puderem achar, para resistir à recaída.

Mas o Reino de Deus é construído com ex-canalhas. Essa é a nossa grande esperança.

Um abraço quebra costelas.

O discípulo gaudério.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s