Sete bússolas para entender seus problemas.

“Ou qual o rei que, pretendendo sair à guerra contra outro rei, primeiro não se assenta e pensa se com dez mil homens é capaz de enfrentar aquele que vem contra ele com vinte mil?”

Lucas 14:31

“Cada um com seus problemas.”

Da equação de segundo grau em algum momento do ensino médio, a uma crise conjugal somos seres em constante desafio.

O objetivo deste texto é ajudar você a resgatar o bom senso que perdemos quando estamos sobrecarregados de questões para resolver.

Espero que lhe ajudem

1. Os problemas se repetem enquanto não são resolvidos. Ou você pensa que é por acaso que o mesmo tipo de pessoa cruza o seu caminho? Que o tipo de conflito que você tem em casa também acontece no trabalho? Não é perseguição do universo! É o seu “eu” não resolvido que você não pode evitar. A repetição de um padrão é sinal que você precisa aprender algo.

2. Problemas requerem ação inteligente porque eles têm uma causa inteligente.

Procure entender a causa. A raiva que sentimos não é um sentimento despido de motivos. Quando não conseguimos entender a causa, é importante procurarmos pessoas que tem provada capacidade de discernir pessoas e suas razões. Todos possuímos áreas cegas que requerem a ajuda de outra pessoa. A caminhada dos discípulos é sempre de dois em dois.

Encontre a solução certa. Bater na mesa, xingar, ameaçar pode afastar o incômodo momentaneamente, mas ele vai voltar.

Persevere na aplicação. Somos escravos do imediato.  Uma doença pode exigir um longo período de tratamento para surtir efeito. Não abandone o que você aprendeu, só porque não faz efeito imediato.

3. Problemas não podem ser terceirizados.

Quando você entrega a responsabilidade da parte mais difícil da sua vida para alguém, também dá direito a ela de se imiscuir em tudo o que você faz. Você perde a liberdade dos movimentos. Aquela pessoa que chega se oferecendo docemente para aliviar todas as suas tensões, também vai adorar sugar todo o seu sangue quando precisar.

4. Ignorar os problemas contribui para que eles aumentem.

O tempo não resolve nada. Pelo contrário, apenas traz mais caos. Uma mágoa não é apagada com o tempo, ela apenas se esconde para saltar no meio da gente como uma serpente peçonhenta em um momento crítico. O que apaga mágoas é a decisão de perdoar.

5. Fugir dos problemas gera novos problemas.

A TV, a internet, o sexo pode trazer alívio imediato… e problemas permanentes. A passividade, a incapacidade social e o medo fora do controle são os efeitos colaterais de quem vive fugindo.

6. Pessoas que não resolvem problemas acabam tornando-se problemas para os outros.

Se você observar atentamente verá que os problemas do local de trabalho são a reprodução do que acontece em casa. Aquele chefe que tanto incomoda você, lembra um pouco… seu pai! E as reações condicionadas seguem o mesmo padrão de casa.

7. Não existe solução sem dor.

“Toda dor vem do desejo de não sentirmos dor.” Você já ouviu isso né? A mais pura verdade.

Soluções vêm sempre com rupturas. Romper com relacionamentos tóxicos, quebrar atitudes arraigadas em nós com os anos, abandonar mentiras grudentas. Um dos maiores entraves é procurar algo indolor. Essa busca do indolor leva a rejeição das melhores soluções que precisamos.

Na esperança de ter lhe servido.

Um abraço quebra costelas.

O discípulo gaudério.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s