O enigma dos relacionamentos (1)

Resultado de imagem para enigma tumblr

A vida é relacionamento! Com mais de 630 mandamentos exigindo obediência da consciência, os judeus tinham uma pergunta recorrente aos seus rabinos: qual o mandamento mais importante da lei? Jesus resumiu tudo em dois: amar a Deus e ao próximo. Basicamente relacionamento.

Cansei de ouvir gente suspirar depois de muitas tentativas fracassadas de relacionamento: “nunca tive sorte”.

É mais fácil lidarmos com nossos fracassos atribuindo tudo a má sorte, ou aos outros, mas não há nada de sorte quando a questão é relacionamento!

Imagine que cada pessoa com a qual você começa a conviver na vida, abre uma conta afetiva zerada para você. É sua responsabilidade transformar esse saldo zerado em positivo. E a moeda que positivará essa conta é a confiança.

A gente procura confiança nos relacionamentos porque quer relaxar em mundo onde cruzamos esquinas com os músculos retesados. Porque queremos nos esparramar no sofá, tirar os tênis dos pés e falar o que transborda do coração. Quer ser politicamente incorreto sem ser censurado, falar bobagens sem medo de ferir suscetibilidades. Alguns chamam isso de lar, outros de amizade.

“Pai, será que ele não vai se ofender com essas brincadeiras que tu estás fazendo? ” Me perguntou Tomás, meu filho caçula quando visitávamos a casa de uma família muito especial em Gramado.

“Não, meu filho, fica tranquilo. Nós somos amigos.” Respondi.

Nossa conta afetiva estava para lá de positiva.

O Brasil é uma cultura que aposta no abuso da boa-fé das pessoas para vencer na vida. Isso faz com que muitas pessoas já comecem os relacionamentos conosco com um saldo negativo.

As pessoas te observam a todo momento, sem que você perceba. A boa-fé é um pássaro arisco.

Você precisa sofrer o tempo de prova, tolerar a desconfiança.

Será necessário aprender o valor de falar e fazer. Você disse que iria, e foi, você disse que faria e fez, você disse que ajudaria, e ajudou. Cada inconsistência é uma mentira, cada mentira um saque afetivo.

As pessoas poderão perdoar, mas não confiarão. E se não confiarem a porta estará fechada para você. Você estará por perto, mas estará fora.

Será necessário ser claro em suas intenções. As pessoas percebem quando você está “comendo o mingau pelas beiradas”.

Será preciso humanidade. Mostrar a pessoa de verdade que vive dentro dessa cabeça. Escancarar sua imperfeição, pois todos os perfeitos são impostores.

Será necessário não ferir ninguém de propósito. Uma porta aberta não significa o direito de você entrar com os pés embarrados.

E então quando isso acontecer e seu saldo for muito positivo, as pessoas caminharão além do dever, lhe darão cheque em branco, ouvirão o que você diz, e o recomendarão para os outros efusivamente.

A vida será melhor.

Um abraço quebra costelas.

O discípulo gaudério.

 

Anúncios

Um pensamento sobre “O enigma dos relacionamentos (1)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s