As viagens do EGO

 

“Disse ele a multidão: Se alguém quer ser meu seguidor, negue a si mesmo, tome diariamente sua cruz e siga-me.”

Lucas 9:23

“Trazemos sempre em nosso corpo o morrer de Jesus, para que a vida de Jesus também seja revelada em nosso corpo.”

II Coríntios 4:10-11

Dentro de nós, e ao nosso redor há uma voz que nos diz: siga seu ego. Eis as versões modernas disso:

O que importa é ser feliz!

Confie no que o seu coração diz!

Tocante não? Quase consigo ouvir um pianíssimo enquanto leio essas frases!

O EGO nos convida a seguir seus passos, o problema é que ele está perdido.

Ou você segue seu EGO, ou você segue a Jesus. Sei que sempre há a tentativa do casamento do céu com o inferno, mas eles jamais se encontram.

Cristo fere de morte as viagens do EGO, mas não podemos esquecer que o EGO nos fere também. Sempre.

Quero deixar a você três razões para não seguir o seu EGO:

  1. O ego distorce a realidade.

O filme espanhol, Toc, Toc,, que você pode ver no Netflix explora as manias e fobias de um grupo de pacientes de um reconhecido psiquiatra. A conclusão entre gente com mania de limpeza, de contar, síndrome de Tourette e assemelhados é que o caminho da cura é a fuga do egocentrismo.

Um mundo egocêntrico tem gerado todo tipo de loucuras na mente. O ensimesmamento seja por solidão ou opção é o gérmen da doença mental. Chesterton já dizia, “o louco é aquele que não acredita em ninguém, a não ser em si mesmo.”

Acredite cegamente no seu ego, sirva-o, aprisione-se dentro de si mesmo e o que ele lhe dará em troca será uma bolha de pensamentos obsessivos, medos irracionais, e taras incontroláveis:

“Essa cólica deve ser câncer de intestino!”

“Se tudo não estiver organizado do meu jeito, a vida não faz sentido!”

“Se eu controlar tudo e todos serei feliz.”

Ao sabor do EGO também vai nossa autoestima, que balança desvairadamente entre a miséria e a glória em menos de um minuto:

“Sou a pior pessoa do mundo.”

“Por favor me adorem.”

Se você quiser a versão religiosa, é bem fácil achar em qualquer igreja perto da sua casa: Deus vai realizar todos os seus sonhos.

Delírios do EGO para todos os gostos.

  1. O EGO é imprevisível.

Nem você tem ideia, do que tem dentro de você. Eu também não! E Cristo diz, que não deveríamos confiar naquilo que habita nosso coração. Os psicólogos dizem que temos um “Eu” cego, o que não é preciso ser muito inteligente para perceber. O problema é levar a sério cada desejo do nosso coração como se fosse um mandamento. Lembre: desejo não é mandamento!

Há pessoas que se derrubam, por não darem um julgamento decente ao que vem de dentro do coração. O discípulo deveria levar todo pensamento ao escrutínio das Escrituras em lugar de tentar realizar cada pulsão interna. Em escala menor, somos pequenos ditadores como Napoleão e Hitler tentando chegar a Moscou atravessando o inverno russo. Vamos morrer no processo.

O pai que persegue o filho que é parecido com ele, o chefe que castiga seus melhores ajudantes são o exemplo de gente que deixaram suas vontades passarem sem julgamento pelo filtro da decisão.

Todo dia contemplamos relações absolutamente adoecidas que refletem perfeitamente a canção do U2: Não posso viver com você e nem sem você! Tudo por dar ao EGO um valor de referência para tudo.

Você ainda acha que ele é confiável?

  1. O EGO é insaciável

Ele sempre quer mais elogios. Não bastam aqueles já recebidos no aniversário, ou na foto caprichada da rede social.

Ele sempre quer mais dinheiro. Mesmo que a meta tenha sido batida. É preciso estar infeliz sempre.

Ele sempre quer mais atenção. Não basta que minhas necessidades sejam satisfeitas, é preciso toda atenção.

Ele sempre quer mais prazer. O homem que gostava de doces não se conforma com a sobremesa, quer um brownie a toda hora.

Ele não se satisfaz com pouco, nem com muito.

Definitivamente não há remédio para ele no mercado. Podem haver cosméticos, paliativos e autoconhecimento. Mas o que o EGO precisa é ser levado para cruz, e seguir a Cristo. Ele é o único que pode nos mostrar a vida como ela é, que conhece a fronteira entre o que nos mata e o que nos sustenta, o único pão que sacia nossa alma.

Você vem?

Um abraço quebra costelas.

O discípulo gaudério.

Anúncios