Qual o tamanho da sua teimosia?

Image result for stubborn

“Não sou teimoso, simplesmente meu caminho é o melhor.”

Raça humana

Na minha experiência como conselheiro, posso afirmar com convicção que não há problema espiritual mais recorrente do que a obstinação.

A teimosia é a idolatria da própria vontade. É traço característico da personalidade despótica. Já chegamos com ela neste mundo, mas pode ser turbinada por pais sem sabedoria, que não nos negam caprichos e vontades. A vontade mimada se transforma em uma fortaleza indevassável, inexpugnável, intransponível. Tal qual o Faraó do Egito.

Diferentemente da persistência, a teimosia é a insistência em atitudes, escolhas tolas a despeito de ampla evidência contrária.

Faraó, foi advertido nada mais do que 10 vezes.

  • Ouviu uma mensagem clara e inequívoca
  • Ouviu a mesma mensagem 10 vezes
  • Sofreu muitas vezes
  • Prometeu tanto quanto sofreu
  • Cede um pouco, mas não cede totalmente. Êxodo 10:10

E VOCÊ, QUAL É O TAMANHO DA SUA TEIMOSIA?

Existem muitos tipos de obstinados: os simpáticos, eles sorriem, ouvem, mas não consideram; os quietos, ouvem sem retorquir, mas não estão nem aí e por fim os rabugentos, discutem cada palavra até o fim.

O final é o mesmo: o tamanho da sua teimosia, é o tamanho do seu sofrimento. E lamentavelmente o sofrimento dos outros.

Os obstinados desconsideram quem está acima deles, qual é a verdade, quem vai se magoar, e até mesmo se eles próprios vão se destruir. Vale tudo por sua vontade.

Eles dão muitas desculpas, apesar dos erros evidentes. São vingativos, pois não toleram obstáculos, não aprendem com o sofrimento, pelo contrário ficam mais calejados, não respeitam acordos, pois eles também podem se interpor em seus planos.

Você deve conhecer chefias de empresa que não prosperam porque seus líderes não aceitam uma ideia que não seja a sua. Conheci gente obcecada por um relacionamento, que triunfou no cansaço, mas até hoje tolera o desprezo do cônjuge. Pessoas se endividam porque querem realizar o tal “sonho de consumo”.

O contraditório é que quando diz respeito a meditar na Palavra, orar, e obedecer, as mesmas pessoas dizem que não conseguem, sem qualquer tentativa, mas para seus caprichos são capazes de percorrer o mundo. Esse tal de livre arbítrio, na verdade é um escravo.

Mas saiba: toda vez que você opta por resolver as coisas do seu jeito, você escolheu uma colheita carnal!

Jesus disse no jardim do Getsêmane: não seja feita a minha, mas a tua vontade. Aquele que teria todo poder e legitimidade para escolher seu caminho, abriu mão dela, para que fôssemos salvos de nossa obstinação.

Ele foi capaz de abrir mão da sua vontade pela do Pai, para nos capacitar abrir mão de nossa vontade também, para nosso próprio benefício. Nós não podemos, mas Cristo em nós pode.

Um abraço quebra costelas.

O discípulo gaudério.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s